Maconha permanece na lista de drogas nocivas e viciantes dos EUA

Jornal Folha de S. Paulo

DE SÃO PAULO

A juíza Kimberly J. Mueller, de uma corte federal em Sacramento, na Califórnia, rejeitou, na última quarta-feira (15), o pedido de retirada da maconha da lista de drogas mais prejudiciais e viciantes da agência antidrogas americana.

Heroína, LSD e ecstasy são algumas das substâncias que também pertencem à chamada Classe 1.

Os Estados Unidos estão passando por conflitos entre a legislação federal e as estaduais no que se refere à possibilidade de utilização da droga.

Vinte e três Estados americanos, incluindo a Califórnia, legalizaram o uso medicinal da canabis, e quatro Estados aprovaram seu uso recreativo –entre eles, Colorado e Washington–, criando confusão sobre se a lei federal se aplica em nível estadual e de que maneira.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.