Jovem morre no DF após consumir bebida alcoólica em festa universitária

G1

A estudante universitária Camille Barroco Xavier
(Foto: Facebook/Reprodução)

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a morte de uma jovem de 19 anos por suposto abuso no consumo de bebida alcoólica durante o 20º Encontro Nacional dos Estudantes de Relações Internacionais (Eneri). O congresso aconteceu entre os dias 22 e 25 de abril no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Camille Barroco Xavier passou mal em uma festa ocorrida na madrugada de sexta (24) logo após consumir bebida e foi encaminhada ao Hospital Regional da Asa Norte. Ela morreu meia hora depois na unidade de saúde.

A garota morava no Rio de Janeiro e estudava na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

A comissão organizadora do Eneri afirmou em nota que a menina recebeu os primeiros socorros de uma equipe médica ainda no local do evento. Ao todo havia 1,3 mil congressistas inscritos no encontro.

“O Eneri não recebeu informações oficiais sobre a causa da morte. E, em respeito a essa tragédia e aos familiares da estudante falecida, não poderá se manifestar a partir de suposições sobre o que levou ao falecimento. Todos nós lamentamos muito o ocorrido e transmitimos nossas condolências aos familiares e amigos da congressista”, declarou.

Despedidas
O G1 tentou contato com familiares de Camille, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. Por meio de redes sociais, muitos deixaram mensagens de despedida para a garota. Uma das pessoas que prestou homenagem, Walquiria Barroco disse estar “com um buraco no peito”.

“[Deus] Nos dê força, pois não sei como lidar com esta perda. Como será não ouvir mais o dinda, como será não ouvir reclamar que mexer no frango é nojento e que quando cozinhava comigo era acabar com as unhas e que quando eu implicava com você era bullying? Ai, Deus, ajude-nos, porque esta perda é a dor de perder uma filha. Te amo eternamente”, escreveu.

Publicação em rede social lamenta morte de Camille Xavier (Foto: Facebook/Reprodução)Publicação em rede social lamenta morte de Camille Xavier (Foto: Facebook/Reprodução)

Muller Barroco também lamentou a situação e agradeceu a menina pelos “19 anos, 1 mês, 16 dias lindos” compartilhados. “Não consigo expressar em palavras o quanto vou sentir sua falta, do seu sorriso bobo, do seu jeito de moleca, mas, principalmente, do bem que fazia estar perto de você”, escreveu em uma rede social.

Laudo
O laudo do Instituto Médico Legal com a causa da morte deve ser concluído em até um mês. Durante o período, também serão ouvidas testemunhas para que a polícia possa desvendar as circunstâncias que culminaram com o incidente. A corporação disse que não vai se pronunciar por enquanto a respeito das investigações.

O site do evento afirma que estavam previstas palestras, minicursos, mesas redondas, workshops e três festas. A primeira delas aconteceu na quinta-feira (23) e tinha como tema “Soy Loco Por Ti América”. Camille teria passado mal durante a comemoração.

A segunda festa aconteceu na sexta, com o tema “O Mundo Bipolar – EUA x URSS”. A última delas foi de encerramento, no sábado, com o tema “Do Outro Lado”.

Por e-mail, o Itamaraty disse desconhecer o caso, mas lamentou o ocorrido. O Ministério das Relações Exteriores apoia institucionalmente o encontro.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.