Prevenção, sempre Prevenção

Prever!   Prevenir! Chegar antes para evitar coisas ruins é um dos objetivos de pais zelosos e cheios de amor. Assim, não descuidam das vacinas contra poliomielite, difteria, tétano e tantas outras doenças que matavam ou marcavam para sempre as crianças. Não descuidam de nada, continuam a vacinar e a se preocupar em garantir uma vida saudável para os seus. Desde a concepção já tomam medidas que protegem os filhos. Sabem que o fumo e o álcool durante a gravidez determinam alterações irreversíveis na formação de um novo ser e que um cérebro normal depende de cuidados básicos durante a gestação.

Embora tomem todos estes cuidados, por que será que a maioria das pessoas não se preocupa em fazer a Prevenção aos Desvios de Conduta com consequências que podem levar ao Uso de Drogas, Agressividade e tantas anomalias sociais.

– Por não terem a facilidade da vacina?

– Por não conhecerem esta doença e não saberem o que fazer?

– Por acreditarem que seria um problema da escola, da comunidade e não dos pais?

– Por pensarem que se a família é harmônica, estruturada, não ocorrerá um caso de Dependência Química com ela?

Sem sabermos identificar uma razão assistimos a comportamentos de risco como a dos:

– cuidadores Permissivos: são presentes, dão tudo à criança, são superprotetores e facilitadores de comportamentos inadequados.

– cuidadores Rígidos, Intransigentes, Autoritários que têm medo de tudo, imaginam que a criança nada sabe, nada pode fazer sozinha, prevalecendo sempre os desejos dos cuidadores.

Em geral, esses (pais ou cuidadores) acabam deixando de estabelecer valores, regras, limites que protegem, mas que também libertam suas crianças para permitirem que elas tenham iniciativa e se desenvolvam com o apoio e a segurança de que precisam.

Como é simples e ao mesmo tempo como é difícil educar com gestos de profundo amor e respeito, fazendo com que os filhos e netos também os respeitem e amem. Sabemos que crianças em seus primeiros anos de vida estão de costas para o mundo e completamente voltadas para seus pais de quem absorvem e aprendem tudo. Jeito de ser, de tratar um ao outro, de falar, de encarar os medos, o trabalho, o cansaço tudo, tudo. Elas olham seus pais e imprimem em si próprias os hábitos, o modo de superar desafios que assistem. E vão repetir esse padrão buscando relacionamentos que as permitam viver o que aprenderam em casa.

Pais Acordem! Cada dia que passa tem-se menos tempo para agir. É essencial defender suas crianças da devastação dos comportamentos autodestrutivos, da falta de disciplina, de regras e limites. E isto, sem tocar na autoestima deles.

Amor e respeito em suas atitudes, em sua linguagem devem alicerçar seus relacionamentos.

PRINCÍPIOS BÁSICOS do AE, PRINCÍPIOS ÉTICOS, RESPONSABILIDADE SOCIAL e ESPIRITUALIDADE PLURALISTA, são fontes de introspecção, autoconhecimento e identificação que fazem parte da verdadeira Prevenção.

Conheça Amor-Exigente! Acessível, factível e tão poderoso no processo de Prevenção Universal aos Desvios de Conduta, com as possíveis consequências descritas acima (Uso de Drogas, Agressividade, Uso abusado de alimentos, Sexualidade desenfreada, por exemplo)

Vale a pena!

Em 15 encontros de 2 horas semanais você vai conhecer as atitudes que dão condições de ajudar aos seus a fazerem boas escolhas e sentirem-se cada Vez Melhores!

Com amor,

Mara Silvia Menezes.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.