José Serra defende medidas de combate ao contrabando de cigarros

Agência Senado – Da Redação e Da Rádio Senado

Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador José Serra (PSDB-SP) defendeu em Plenário medidas que ajudem a enfrentar o contrabando de produtos de tabaco, o que considera uma questão gravíssima. Segundo as estatísticas que apresentou, 30% a 40% dos cigarros consumidos no Brasil são trazidos de países vizinhos sem pagar impostos e sem qualquer controle. Serra lembrou que o protocolo internacional de combate ao comércio ilícito de produtos de tabaco foi assinado pelo governo há tempos, mas não foi enviado ao Congresso para ser ratificado com a necessária brevidade.

– É sumamente relevante nós atentarmos para essa questão do comércio ilegal. No Brasil, o que se gasta com tratamento de saúde das pessoas por causa do cigarro é superior aos 21 bilhões [de reais] que são arrecadados [em impostos], apesar do recuo do consumo de cigarros no Brasil.

José Serra ainda acusou o presidente do Paraguai, Horácio Cartes, de fabricar cigarros destinados ao contrabando para o Brasil. O senador paulista comemorou os 20 anos de experiências bem-sucedidas no combate ao fumo no país, mas alertou para o elevado consumo de cigarros entre mulheres e jovens mais pobres..

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.