Vídeo mostra como era o cultivo em casa que tinha ‘floresta’ de maconha

Polícia descobriu lugar após denúncia e investigações feitas pela DIG.
Professor confessou manter plantação dentro de residência.

Rafaella Mendes Do G1 Santos

Imagens gravadas por policiais da Delegacia de Investigações Gerais de Santos (DIG), no litoral de São Paulo, mostram como funcionava o esquema montado por um professor de jiu-jítsu para cuidar de uma plantação de maconha dentro da própria casa. A residência que abrigava a ‘floresta’ de maconha fica em Guarujá. De acordo com a polícia, o suspeito começou o cultivo após comprar sementes pela internet.

Os policias encontraram a casa após receber uma denúncia  de que maconha estava sendo cultivada em uma casa no bairro da Enseada e foram até o local. De acordo com informações da DIG, o professor de jiu-jítsu Raphael de Andrade Vargas, de 26 anos, confirmou aos policiais que comprou todas as sementes da plantação pela internet e ainda contou que o cultivo da plantação foi feita em apenas cinco meses com uma única semente.

Segundo o investigador Paulo Carvalhal, que cuida do caso, os pés de maconha estavam divididos em diversos cômodos da casa sendo que dois quartos estavam sendo usados como estufas para cuidar da plantação. No vídeo gravado dentro da residência de Raphael, é possível ver que de acordo com o crescimento, as plantas eram colocadas em vasos e levados para cômodos diferentes. Elas recebiam uma iluminação  amarela ou verde para ajudar no crescimento.

Nas imagens é possível ver que um temporizador, ventiladores e ar-condicionado eram usados nas estufas para garantir o desenvolvimento das plantas. Ainda dentro da residência, a polícia apreendeu duas balanças, 80 gramas de maconha, 103 comprimidos de ecstasy, um caderno com anotações do tráfico além de adubo e outros materiais usados para ajudar no cultivo da plantação.

O caso foi registrado na DIG de Santos e o suspeito, que não tinha passagem pela polícia, foi encaminhado para a cadeia anexa ao 1º Distrito Policial (DP) de Guarujá.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.