Arremessos de drogas aumentam 1800% no Presídio Central

Arremessos aumentaram depois da implantação do scanner corporal.
Equipamento foi implantado para acabar com a revista íntima de mulheres.

Do G1 RS

Com a implantação do scanner corporal no Presídio Central de Porto Alegre o arremesso de drogas aumentou 1800% desde fevereiro. Isso porque o novo equipamento impede a entrada de entorpecentes, armas e celulares de forma mais eficaz.

O equipamento foi implantado para evitar a revista íntima de familiares, considerada vexatória principalmente para as mais de 100 mil mulheres que visitam o Central anualmente. Até bem pouco tempo atrás tinham que tirar a roupa e até se abaixar.

Após uma ação judicial o governo do estado do Rio Grande do Sul teve que comprar o equipamento, que em poucos segundos identifica qualquer objeto estranho no corpo.

“Não se pode negar que existiam mulheres que traziam coisas ilícitas dentro do corpo para a prisão. Isso é fato, mas a verdade é que a grande maioria das mulheres, muitas mães, avós, nunca trazem nada disso”, diz o juiz ada Vara de Execuções Penais, Sidiney Brzuska, para então completar que: “o scanner dignifica essas pessoas”.

Com a implantação do equipamento, os bandidos resolveram apostar ainda mais nos arremessos para fazer a droga chegar ao Central. A direção garante que intensificou o monitoramento com homens armados e câmeras. Oito pessoas já foram presas em flagrante por conta dos arremessos.

“A grande jogada dessa história toda é a interceptação desse material antes de entrar dentro do pavilhão, antes de chegar na cela, no pátio”, disse o tenente coronel Marcelo Gayer, diretor do presídio.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.