Jovens expulsam família de imóvel na BA e criam ponto de drogas no local

Arma, drogas e dinheiro encontrados com os adolescentes no imóvel em Feira de Santana (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
Arma, drogas e dinheiro encontrados com os adolescentes no imóvel em Feira de Santana (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

‘Família chegou aqui com a trouxa de roupa na mão’, diz major da PM.
Um dos menores envolvidos no caso foi apreendido mais de 20 vezes.

Maiana Belo Do G1 BA

Três adolescentes, com idades entre 15 e 16 anos, foram apreendidos após expulsarem uma família de um apartamento do residencial Asa Branca 5, que faz parte do programa Minha Casa Minha Vida, em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador.

De acordo com a polícia, os suspeitos tinham o objetivo de transformar o local em um ponto de vendas de drogas. O caso ocorreu na quarta-feira (18) e chegou ao conhecimento da PM através da denúncia da família.

“Um homem com a esposa e três filhos pequenos chegaram aqui e disseram: ‘Major, eles invadiram nossa casa e disseram para sairmos’. A família chegou aqui com uma trouxa de roupa na mão. Eles ficaram com medo e procuraram a polícia. Esses três menores costumam nos dar trabalho. Um deles, conhecido como Diabo Loiro, de 15 anos, já foi apreendido mais de 20 vezes”, relatou o major Lobão.

Conforme o major, após receber a denúncia, policiais foram ao local e encontraram os adolescentes, que portavam maconha, dinheiro e uma escopeta. Eles foram encaminhados à Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), em Feira de Santana. O G1 tentou contato com a delegacia para saber como está a situação dos adolescentes, mas não obteve retorno. Após a operação policial, a família retornou à residência, com escolta da PM.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur), responsável por unidades do Minha Casa Minha Vida no estado, a segurança das residências cabe à empreiteira até a entrega do imóvel. Após à inauguração, a responsabilidade fica a cargo do Governo do Estado, via Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Ainda segundo a Sedur, alguns empreendimentos têm sido alvos de pontuais ocupações irregulares, contudo o governo, juntamente com uma força-tarefa de Brasília, têm analisado medidas para intensificar a segurança nas residências do programa.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.