Apreensão de maconha cresceu 71% no Uruguai, em 2015

site deputado Osmar Terra

Quando o congresso uruguaio aprovou a liberação da maconha, no dia 10 de dezembro de 2013, havia a promessa de que com a medida, o tráfico da droga diminuiria. Dois anos depois, os fatos provaram o contrário.

De acordo com dados divulgados no dia 14 de janeiro pela Dirección General de Represión al Tráfico Ilícito de Drogas, do Ministério do Interior, a apreensão de maconha em 2015 cresceu 71% em relação a 2014. Durante o ano passado, a polícia uruguaia confiscou 2,5 toneladas contra 1,4 tonelada no ano anterior.

O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), autor do novo projeto de lei antidrogas, aprovada na Câmara e em tramitação no Senado, comenta:

– É a prova que a liberação da maconha fracassou, não deu certo. A liberação conseguiu, na verdade, o aumento do tráfico. É bom lembrar que durante a campanha eleitoral, seu sucessor, Tabaré Vazquez, da mesma Frente Ampla, disse ser contra a liberação, mas que seria obrigado a cumprir a lei aprovada no Parlamento.

Terra faz um alerta em relação ao aumento do tráfico de maconha no Brasil:

– As cidades da fronteira do Rio Grande do Sul e Uruguai tornam-se um alvo fácil para este crime e as primeiras vítimas são nossos jovens, graças à liberalização da maconha no pais vizinho.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.