EUA proíbem uso de cigarro eletrônico em todos os voos comerciais

Jornal Folha de S. Paulo

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Homem fuma cigarro eletrônico em Chicago em 2014

O Departamento de Transportes dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (2) que proibiu o uso de cigarros eletrônicos em voos comerciais.

A regra se aplica a todos os voos regulares feitos por companhias americanas e estrangeiras dentro dos EUA e a voos saindo e chegando ao país.

“Esta regra é importante porque protege os passageiros da exposição involuntária à fumaça em aerossol que ocorrem quando os cigarros eletrônicos são utilizados a bordo de aviões”, disse o secretário de Transportes, Anthony Foxx.

O Departamento de Transportes disse que tomou a iniciativa para eliminar qualquer confusão sobre a atual proibição, já que havia dúvidas se ela valia para cigarros eletrônicos.

A administração Obama começou a considerar a possibilidade de proibição em 2010 e fez a proposição em setembro de 2011.

O esforço para proibir explicitamente os cigarros eletrônicos foi apoiado por grande das companhias aéreas, pilotos, comissários de bordo e organizações de saúde pública.

O Congresso proibiu o fumo em voos de companhias aéreas em 2000 e nenhuma companhia aérea americana permitia o uso de cigarro eletrônico.

Mas o Departamento de Transportes informou que alguns voos charter poderiam ter permitido a prática.

“Sem uma regulamentação clara e uniforme, algumas operadoras poderiam se sentir livres para adotar políticas que permitissem o uso de cigarros eletrônicos a bordo”, informou o departamento, justificando a decisão

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.