Pesquisa: Uso de inalantes é maior que de maconha nas escolas

O Globo

POR MARIANA ALVIM

Levi Siuzdak | Wikimedia Commons

Foi de 5,2% o percentual dos estudantes de ensino fundamental e médio que, entrevistados numa pesquisa do Cebrid (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas)/Unifesp, declararam já ter utilizado solventes e inalantes no período de um ano.

O percentual fica atrás dos 42,4% que disseram ter usado álcool e 9,6%, tabaco, mas à frente da maconha, usada por 3,7% no período.

O levantamento, mais recente da série iniciada em 1986, foi publicado em 2010, com dados de todas as capitais.

Editoria de Arte
Editoria de Arte | O Globo

 No sábado, uma jovem de 18 anos morreu após inalar gás de buzina em São Paulo. Foi a terceira morte pelo mesmo motivo este ano no estado.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.