A relação entre o uso de drogas e o trabalho: uma revisão de literatura

PSI | Felix Junior | Estudos e Pesquisas em Psicologia

A relação entre o uso de drogas e o trabalho: uma revisão de literatura PSI

The relationship between drug use and work: a literature PSI review

La relación entre el consumo de drogas y el trabajo: una revisión de la literatura PSI

Itamar José Felix Junior*; Vanderléia de Lurdes Dal Castel Schlindwein**; Paulo Renato Vitória Calheiros***

Universidade Federal de Rondônia – UNIR, Porto Velho, Rondônia, Brasil

RESUMO

As teorias relacionadas ao tema “Saúde mental e trabalho” têm dado a devida importância ao fato de que, cada vez mais, o adoecimento, o sofrimento mental e outros problemas sociais possuem vinculação com o trabalho, embora este último tenha passado por transformações tecnológicas e gerenciais com vistas a melhorar o bem-estar do trabalhador. Este artigo tem como objetivo fazer uma revisão de literatura PSI sobre estudos que abarcam o uso de substâncias psicoativas e sua relação com o trabalho. Para isso foram consultadas as bases de dados Pepsic, SciELO, Scopus e Web of Science. Como critério metodológico delimitou-se o período de 2005 a 2015. Foram encontrados 18 artigos, dos quais foram analisados 14 artigos que atendiam aos objetivos propostos. Observou-se que tem aumentado o uso de substâncias psicoativas por trabalhadores dentro do ambiente de trabalho. Os estudos sobre o tema evidenciam que, a relação entre trabalho e uso de substâncias psicoativas é encoberta pelo medo e pela estigmatização dentro das instituições, situação que dificulta e até impossibilita o acesso ao tratamento. Os autores sugerem que sejam feitos trabalhos de prevenção nas empresas ou instituições e que sejam realizados trabalhos de intervenção ou tratamento especializado para essa população.

Palavras-Chave: trabalho, sofrimento, dependência química, estigma.

acesse: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/article/view/24834/17788

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.