Convidados vão parar no hospital após comer doce com maconha em festa

O GLOBO

Treze dos 19 pacientes atendidos eram menores de idade; caso ocorreu na Califórnia

Tudo indica que os doces continham maconha, dizem médicos – Departamento de Saúde Pública de São Francisco

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos – Dezenove pessoas foram parar no hospital depois de comer doces feitos com maconha durante uma festa de 15 anos em São Francisco, na Califórnia, informaram funcionários de saúde da cidade americana. De acordo com os registros, 13 pacientes tinham de 6 a 18 anos de idade.Aparentemente, eles não sabiam que os doces continham maconha.

As pessoas chegaram à unidade com batimentos cardíacos acelerados, pupilas dilatadas, pressão cardíaca acima do normal, tonteira, letargia, confusão e náuseas. Todos estes são efeitos da ingestão de cannabis comestível. Testes preliminares deram conta de que os doces e as amostras de sangue dos pacientes continham THC, o composto psicoativo presente na planta da maconha. Os convidados da festa foram tratados e liberados pouco depois.

“Se estes doces forem confirmados como maconha comestível, este episódio é um enfático aviso sobre os perigos da cannabis comestível, que pode ser muito potente e difícil de controlar a dosagem”, alertou o médico Tomas Aragon, num comunicado, de acordo com o jornal “Los Angeles Times”. Segundo a nota divulgada, “uma situação como essa, na qual os doces foram consumidos por pessoas desavisadas, muitas delas crianças, é bastante preocupante”.

A quinceañera, como é chamada a festa de 15 anos em algumas culturas latinas, aconteceu no sábado à noite, no Mission District, um bairro boêmio de São Francisco. Em algum momento durante a comemoração, foram servidas rosquinhas doces com a substância que provou o mal-estar nos convidados. Os médicos agora estão preocupados com pessoas que podem ter levado a guloseima para casa.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.