Região de Franca, SP, tem apreensão recorde de drogas em 2016, diz polícia

Dise apreendeu 1,1 t de maconha, 14,5 kg de cocaína e 11,9 kg de crack.
Plantação com 25 mil pés de maconha foi maior investigação, diz delegado.

Do G1 Ribeirão e Franca

A Polícia Civil registrou recorde de apreensão de drogas em 2016 na região de Franca (SP), segundo dados da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise). De janeiro a dezembro, foram retiradas das ruas 1,1 tonelada de maconha, 14,5 quilos de cocaína e 11,9 quilos de crack.

Ao todo, a Dise realizou 91 flagrantes e prendeu 102 pessoas por tráfico de drogas – 89 foram homens e 13 mulheres, com idades entre 18 e 62 anos. Oito adolescentes também foram apreendidos por suspeita de envolvimento nos crimes.

Em Franca, o Jardim Aeroporto e a Vila São Sebastião lideram o ranking de ocorrências de tráfico de drogas. Entretanto, as duas maiores apreensões de 2016 ocorreram na zona rural, próximo a Patrocínio Paulista (SP), e também em Cristais Paulista (SP).

“Foi um trabalho árduo desenvolvido diuturnamente, até aos finais de semana, que culminou nessas apreensões. Nós temos que enaltecer ainda o trabalho da população, com denúncias que normalmente são feitas anonimamente”, disse o delegado Djalma Donizete Barbosa.

A primeira maior apreensão ocorreu em maio, quando um homem de 29 anos foi preso com 100 quilos de maconha e dois quilos de pasta base de cocaína no Centro. Na época, a polícia informou que o suspeito já havia sido preso há três anos pelo mesmo crime.

No mês seguinte, após denúncia anônima, outro homem foi preso quando escondia 20 quilos de maconha em um balde, em um terreno no Jardim Portinari. Os tijolos foram encontrados com a ajuda de cães farejadores.

still0706 00002

Imagem aérea mostra extensão da plantação de maconha apreendida em julho (Foto: Reprodução/EPTV)

Em julho, uma plantação com 25 mil pés de maconha foi descoberta nas imediações do Jardim Aeroporto. Segundo a Polícia Civil, as plantas renderiam duas toneladas da droga. Um homem foi preso, um revólver calibre 38 e uma espingarda CBC 38 foram apreendidos.

Na época, a polícia informou que a quadrilha possuía estrutura para manter a plantação, com bomba d’água e mangueiras, além de um laboratório para secagem e preparo da droga para comercialização. As plantas foram destruídas.

Um mês depois, cinco homens foram presos com 780 quilos de maconha em uma chácara no Condomínio Água Viva, em Cristais Paulista. Dois carros importados, um caminhão usado para transportar a droga e uma moto foram apreendidos.

“Nessa ação, não fugiu nenhum, todos foram presos. Inclusive, alguns estavam no interior da chácara, porque esperamos o momento oportuno para abordá-los, para que não houvesse fuga. Alguns já tinham passagens e haviam sido presos por tráfico de drogas”, disse Barbosa.

As drogas apreendidas ao longo do ano foram incineradas em uma indústria em Patrocínio Paulista. A última remessa foi levada em 22 de dezembro, quando 158 quilos de entorpecentes foram destruídos.

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.