ABP Debate projeto de lei sobre a “Semana Nacional de Luta e Conscientização sobre a Depressão” na Câmara Legislativa Federal

ABP debate projeto de lei sobre a “Semana Nacional de Luta e Conscientização sobre a Depressão” na Câmara Legislativa Federal

ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria)

Mais uma vez, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP esteve representando os interesses da sociedade no Congresso Nacional. Na última quinta-feira, 08 de junho, a ABP participou da audiência pública da Comissão de Seguridade Social e Família que discutiu o Projeto de Lei (PL) nº 1938 de 2015, que institui a “Semana Nacional de Luta e Conscientização sobre a Depressão”, de autoria do deputado Paulo Foletto (PSB/ES).

O PL 19838/15 baseia a importância do tema em levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde – OMS, que aponta um crescimento de 20% dos casos de depressão na última década em todo o mundo. Estiveram presentes na audiência o superintendente técnico e diretor tesoureiro da ABP, o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, a senhora Rosane Lorena Granzotto, representante do Conselho Federal de Psicologia – CFP e o psiquiatra Quirino Cordeiro Junior, Coordenador de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do Ministério da Saúde.

A sessão foi presidida pelo deputado federal Flavinho (PSB/SP), requerente da audiência pública, que enfatizou a importância da audiência pública declarando o seu interesse em fazer a pauta avançar na casa: “este é um tema importante para todos nós, não apenas para a sociedade brasileira, mas para pessoas ao redor do mundo inteiro. Os números apontam a necessidade da discussão, do debate e, principalmente, da busca de soluções concretas para este que já foi chamado o ‘mal do século’ ou quiçá do milênio”.

Na ocasião, a representante do CFP, Rosane Granzotto, falou em nome da entidade: “o Conselho Federal de Psicologia considera pertinente ações que promovam o cuidado à saúde mental, desde as atividades dedicadas à prevenção até as estratégias de tratamento humanizadas e éticas. O projeto em questão nos parece apropriado para este momento em que vemos o avanço dos casos de depressão e suicídio”.

Ainda em sua fala, a psicóloga ressaltou a importância das ações preventivas no que concerne à assistência em saúde mental. “Temos que pensar em termos mais amplos. Precisamos de ações políticas voltadas à garantia da prevenção e assistência em saúde mental. Salientamos a necessidade de priorizar a prevenção em saúde mental através do fortalecimento das políticas públicas”, explicou, colocando o CFP à disposição para o que for necessário, mas ressaltando que as ações vindouras serão resultados do empenho do Ministério da Saúde

 

 

 

 

 

 

O psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, após apresentar dados sobre a prevalência da depressão no Brasil e no mundo, bem como sua relação com o ambiente de trabalho, destacou a necessidade de um trabalho multidisciplinar. “Se faz necessário o tratamento multiprofissional. Não é uma necessidade de todos os pacientes que nos procuram, mas em todo momento há intercessão – seja com as diversas áreas da medicina, através do diagnóstico diferencial, ou com as várias áreas fora dela”, afirma o superintendente técnico e diretor tesoureiro da ABP.

O Dr. Antônio Geraldo também explicou aos presentes a relação entre a depressão e suicídio: “em estudo da OMS, cerca de 96,8% das pessoas que morreram por suicídio tinham algum transtorno mental, entre eles a depressão. Precisamos reconhecer que a depressão existe, é grave e precisa de cuidado”.

Em sua fala, o Coordenador Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, Quirino Cordeiro Junior, colocou a pasta à disposição dos assuntos relacionados à saúde mental: “o Ministério da Saúde apoia integralmente esta iniciativa e parabeniza a comissão pode essa tão importante ação na área da saúde mental. Parabenizo a comissão pela iniciativa e aos colegas pela disponibilidade de vir aqui conversar sobre o tema”.

Presente na plenária, o deputado Darcísio Perondi (PMDB/RJ) declarou que esta é uma “audiência inovadora, arrojada e excepcional. Precisa agora um envolvimento mais focado do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municipais. Com o apoio do parlamento, podemos fortalecer ainda mais. O suicídio precisa ser sim focado e com força”. A audiência também contou com a presença do presidente da Associação dos Familiares e Amigos dos Doentes Mentais – AFDM/RN, Sid Marques Fonseca.

Clique no vídeo abaixo e assista à audiência pública na íntegra.

http://www.abp.org.br/portal/abp-debate-projeto-de-lei-sobre-a-semana-nacional-de-luta-e-conscientizacao-sobre-a-depressao-na-camara-legislativa-federal/

Anúncios

Sobre Clínica Alamedas

A dependência química está relacionada a diversas questões, seja no aspecto psicológico, biológico, social, econômico ou cultural de toda a família e pessoas ao redor do paciente. A clínica Alamedas possui uma estrutura completa com profissionais competentes e experientes para ajudar cada paciente e a sua família a superar a dependência química, com qualidade de vida e saúde.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.